Saiba tudo o que é importante sobre carraças

Home / Cães / Saiba tudo o que é importante sobre carraças

Hoje queremos que saiba tudo o que é importante sobre carraças.
No Verão, e mesmo com temperaturas amenas, as pulgas, carraças e mosquitos são uma das principais ameaças ao conforto e saúde dos nossos patudos. Devemos esforçar-nos para os evitar, porque para além do desconforto das picadas, existe também a possibilidade de transmissão de doenças graves quer aos nossos animais de estimação, quer a humanos!

#1 – Onde andam as carraças?

As carraças, tal como as pulgas, são parasitas externos comuns em cães e em gatos com acesso ao exterior. Quer se trate de um ambiente rural ou urbano, conte com a presença de carraças um pouco por todo o país.
Geralmente, os nossos animais são parasitados durante os passeios (parques e jardins, zonas florestais, campos de vegetação densa, etc. onde as carraças se podem desenvolver) ou pelo contacto com outros animais portadores de carraças.
Uma vez nos nossos animais, as carraças ficam fixas à pele dos cães e dos gatos, por várias horas até dias, enquanto se alimentam de sangue e aumentam de tamanho.

#2 – Onde encontro as carraças nos meus animais?

É comum as carraças adultas fixarem-se na zona da cabeça dos nossos animais, em particular em torno dos olhos e das orelhas (tanto na superfície externa como no seu interior). Também é possível encontrá-las nas patas e dispersas pelo dorso e barriga dos animais.

#3 – Porque é que as carraças são perigosas?

As carraças podem conter e transmitir os agentes que causam a “febre da carraça”! Quando se alimentam num animal doente, podem ingerir os agentes de doença e transmiti-los a um animal saudável da próxima vez que se alimentarem.

#4 – O que acontece se o meu animal tiver Febre da Carraça?

Caso ocorra infeção, os animais tornam-se visivelmente prostrados. Os sinais clínicos irão variar consoante o agente infecioso em causa, mas de uma forma geral ocorre febre, perda de apetite, alterações na cor das membranas mucosas e da urina, além de vómitos.
É possível que os animais desenvolvam sinais clínicos de doença já sem a presença de carraças, uma vez que depois de se alimentarem, estas afastam-se dos animais. Contudo, sempre que suspeitar que o seu animal poderá ter contactado com carraças ou carregue estes parasitas, e mostrar sinais de doença, consulte o seu médico-veterinário.

#5 – Eu e os miúdos podemos apanhar Febre da Carraça?

As pessoas (adultos e crianças) não desenvolvem “febre da carraça” ou outras doenças transmitidas por carraças, pelo contacto direto com cães ou gatos doentes.
A transmissão ocorre através da mordedura de carraças, à semelhança do que acontece nos nossos animais.

#6 – Como posso evitar que o meu cão tenha carraças?

Existem no mercado diversos produtos (comprimidos, formulações em spot-on – pipetas, sprays ou coleiras) que podem ser aplicados de forma a repelir, eliminar, e desta forma prevenir a presença de carraças, e desta forma a infeção.
Por vezes, é necessário recorrer a tratamentos mais frequentes ou mesmo a conjugação de produtos. Contudo, não deve misturar diferentes substâncias sem aconselhamento veterinário, nem deve aplicar produtos anti-pulgas e carraças de cão em gatos, sob risco de intoxicações graves.
O seu médico-veterinário poderá ajudá-lo a decidir sobre o método mais apropriado para proteger o seu patudo.

#7 – E para tirar as carraças?

Consulte esta infografia que o ajudará passo a passo a lidar com esta situação!

Voltaremos brevemente ao tema das pulgas e dos mosquitos. Bons passeios!

 

 

fotojc

José Coucelo, DVM

 

app_googleapp_ios

Comments(2)

  • mIRIAN maRCELINO SOARES
    June 16, 2019, 5:55 pm  Reply

    Meus 2 cachorros foram passear essa semana e se emaranharam no mato além de come-los e depois disso tirveram muita febre, muito vomito e falta de apetite com vermelhidao dentro dos olhos e lacrimejantes alé de estar com coriza no nariz. Em uma semana já perderam peso e estao prostrados o dia todo na cama.
    Dei Dipirona e estao também com diarreia. O que fazer.

  • Rute
    January 29, 2020, 4:43 pm  Reply

    Muito obrigada Dr. José|

Leave a Comment to Rute Cancel Comment